Páginas: [1]
Imprimir
Autor Tópico: PASCOA ANTIGA E PASCOA MODERNA (Concl)  (Lida 2595 vezes)
abuumeir
Novice
*
Mensagens: 36


juma.ismael@hotmail.com
Ver Perfil WWW E-mail
« em: Março 28, 2013, 09:15:22 »

OVOS E COELHINHOS DA PÁCOA
Na babilônia de acordo com sua histórias, um grande ovo caiu dos céus no rio Eufrates e a deusa Ishtar (Easter) eclodiu de dentro dele. Mais tarde, surgiu uma versão que incluía um ninho, em que o ovo pôde ser incubado até eclodir. Um cesto de palha ou vime era produzido para colocar o ovo da Páscoa [o ovo de Ishtar].
A Procura do Ovo de Páscoa Escondido foi criada porque, se alguém encontrasse o ovo enquanto a deusa estava "renascendo", ela concederia uma benção especial ao felizardo! Como essa era uma festividade alegre da primavera, os ovos eram pintados com as brilhantes cores da primavera. (Daqui vemos uma relação com os famosos ovos da Páscoa)
"O totem da deusa, a lua-lebre, punha ovos para as crianças comportadas comerem... a lebre da Páscoa era a forma como os celtas imaginavam a superfície da lua cheia..." (Pagan Traditions of Holidays, pg 10). Não precisa me dizer que as lebres não botam ovos, porque sabe-se muito bem  muito bem; estamos lidando com uma lenda ocultista. Tradicionalmente, essas lendas brincam são o dia dia de muitas sociedades pois elas tem essas falsidades como os factos reais.
Assim, "Easter" — Eostre ou Ishtar — era uma deusa considerada deusa da fertilidade. Visto que o coelho é uma criatura que procria rapidamente, simbolizava o ato sexual; o ovo simbolizava "nascimento" e "renovação". Juntos, o coelho da Páscoa e o ovo de Páscoa simbolizam o ato sexual e o que nasceu deles, Semíramis e Tamuz.
Os Cristãos incorporam os  "Ovos da Ressurreição" como parte da celebração da Páscoa. Os seus participante incluindo seus Padres, Cardeais e Bispos promovem os "Ovos da Ressurreição" e talvez uma Procura ao Ovo de Páscoa Escondido, lembrando a prática pagã da Babilônia.
A prática de pintar-se ovos cozidos, decorando-os com desenhos e formas abstratas.Em grande parte dos países ainda é um costume comum, embora que em outros, os ovos tenham sido substítuidos por ovos de chocolate. No entanto, o costume não é e nunca foi citado por nenhum profeta, nos seus livros bem como na bíblia. Se não tem na bíblia nem em qualquer livro profético, donde ele buscaram? É claro vimos que tudo isso eles levaram do paganismo, dos idólatras.
 Ishtar ou Astarte é considerada a deusa da fertilidade e do renascimento na mitologia anglo-saxã, na mitologia nórdica e mitologia germânica. A primavera, lebres e ovos pintados com runas eram os símbolos da fertilidade e renovação a ela associados. A lebre (e não o coelho) era seu símbolo. Suas sacerdotisas eram ditas que eram capazes de prever o futuro observando as entranhas de uma lebre sacrificada  até há rimas e canções que passam desprecibidamente nas pessoas e elas envolnvendo-se e deixar envolver, até ensinam as suas crianças a rimar (diz-se que a “coelhinho da páscoa, que trazes pra mim?” é bem mais comercialmente interessante do que “Lebre de Eostre, o que suas entranhas trazem de sorte para mim?”, que é a versão original desta rima.
A lebre de Eostre pode eles acreditavam que podia ser vista na Lua cheia e, portanto, era naturalmente associada à Lua e às deusas lunares da fertilidade. De seus cultos pagãos vindas da Babilónia, originou-se a Páscoa actual (Easter, em inglês e Ostern em alemão), que foi absorvida e misturada pelas comemorações judaico-cristãs. Os antigos povos nórdicos comemoravam o festival de Eostre no dia 30 de Março. Eostre ou Ostera (no alemão mais antigo) significa “a Deusa da Aurora” (ou novamente, o planeta Vênus). É uma Deusa anglo-saxã, teutônica, da Primavera, da Ressurreição e do Renascimento. Ela deu nome ao Shabbat Pagão, que celebra o renascimento chamado de Ostara.
Da mesma forma, neste caso, foi feita a analogia que da mesma forma que um pintinho sai do ovo, Jesus saiu da tumba! Desta maneira os líderes Católicos disseram a seu povo que o ovo era um símbolo da ressurreição de Cristo: “Abençoado, oh Senhor, te pedimos, que esta tua criação de “Ovos” seja o sustento para teus servos, comemo-los em memória de nosso Senhor Jesus Cristo”. . O papa Paulo V quando decretou uma oração em conexão com o ovo .

OFERTAS DA PÁSCOA
São derivadas da tradição em que os sacerdotes e sacerdotisas (hoje: Rabinos,Padres, irmanzinhas, Bispos, etc) traziam oferendas para os templos pagãos para a deusa da primavera, Ishtar. Eles traziam flores frescas da primavera e doces para colocar no altar do ídolo da deusa que adoravam. Eles também assavam um bolo de passas, decorando-o com cruzes para simbolizar a cruz de Wotan, ou algum outro deus pagão; (essas cruzes foram as que inspirararam a cruz de Cristo e as cruzes usadas actualmente pelos cristãos).

BOLO DE FRUTA
De fato, o primeiro caso de Bolo de Frutas Secas pode ser rastreado até cerca de 1500 AC, até Cecrops, o fundador de Atenas. Nas celebrações do Velho Testamento no Israel, vemos mulheres que assavam esses bolos para oferecê-los em adoração à Rainha dos Céus [Jeremias 44:17-18 e Oséias 3:1]. "Rainha dos Céus" noAmplified Bible Commentary diz: "Uma deusa da fertilidade, provavelmente o título babilônio para Ishtar. Ela é identificada com o planeta Vênus. As oferendas para essa deusa incluíam bolos feitos na forma de uma estrela". Mais tarde os pagãos usaram não só a forma da estrela Pentalfa como também o bolo de frutas secas.
Outra oferenda popular a Ishtar eram as roupas novas, feitas ou compradas! Os sacerdotes usavam seus melhores trajes, enquanto as virgens vestais usavam vestidos brancos novos. Elas também usavam algo para cobrir as cabeças, como chapéus de palha ou toucas de tecido e muitas se adornavam com grinaldas de flores da primavera. Elas carregavam cestos de vime cheios de doces e alimentos para oferecerem aos deuses pagãos. (Quem sabe se a questão das irmazinhas terem que ser virgens para não veio daqui).

O DIA DE ISHTAR AO REDOR DO MUNDO
O dia de Ishtar é celebrada amplamente em várias culturas, sociedades  e religiões do mundo.
1.   Babilônia — Ishtar (Easter), também chamada Deusa da Lua
2.   Católicos, Cristão e Ocidentais) — Virgem Maria (Rainha dos Céus)
3.   Chineses — Shingmoo
4.   Druidas — Virgo Paritura
5.   Egito — Ísis
6.   Efésios — Diana
7.   Etruscos — Nutria
8.   Alemães (antigos) — Herta
9.   Gregos — Afrodite / Ceres
10.   Índia — Isi / Indrani
11.   Judeus  — Astarte (Rainha dos Céus)
12.   Krishna — Devaki
13.   Roma — Vênus / Fortuna
14.   Escandinavos — Disa
15.   Sumérios — Nana ("America's Occult Holidays", Doc Marquis and Sam Pollard. pg 13)

A DETURPAÇÃO DA DOUTRINA DE JESUS ÃLAIHI SALAM

Nós sabemos que a doutrina pregada por Jesus (Ãlaihi Salám) assim como pelos demais profetas anteriores a ele foi a do Tawhid (monoteísmo puro), e o caminho dele (s) foi o Isslam tal foi o ensinamento que os apóstolos de Jesus Jesus (Ãlaihi Salám) aprenderam dele e aplicaram em suas vidas. Ocorre, portanto que após a ascensão de Jesus Jesus (Ãlaihi Salám) aos céus, houve a alteração da doutrina de Jesus Jesus (Ãlaihi Salám) e a modificação total de seus conceitos. É comprovado que a doutrina ensinada por Jesus Jesus (Ãlaihi Salám) continuou sendo aplicada pelos apóstolos e seus seguidores, que jamais admitiram associar algo ou alguém junto a Allah, e consideravam Jesus Jesus (Ãlaihi Salám) como um Profeta e Mensageiro de Allah.

Disse Allah SWT no Quran:
“E recordar-te de quando Allah disse: Ó Jesus, filho de Maria! Foste tu quem disseste aos homens: Tomai a mim e a minha mãe por duas divindades, em vez de Deus? Respondeu: Glorificado sejas! É inconcebível que eu tenha dito o que por direito não me corresponde. Se tivesse dito, tê-lo-ias sabido, porque Tu conheces a natureza da minha mente, ao passo que ignoro o que encerra a Tua. Somente Tu és Conhecedor do incognoscível. Não lhes disse, senão o que me ordenaste: Adorai a Allah, meu Senhor e vosso! E enquanto permaneci entre eles, fui testemunha contra eles; e quando quiseste encerrar os meus dias na terra, foste Tu o seu Único observador, porque és Testemunha de tudo. Se Tu os castigas é porque são Teus servos; e se os perdoas, é porque Tu és o Poderoso, o Prudentíssimo.” 5:116

Se nós olharmos e analisarmos um pouco a história do cristianismo nós veremos como a doutrina original de Jesus  foi modificada até sair do monoteísmo puro ensinado por ele até chegar na idolatria da doutrina cristã atual.

Os verdadeiros seguidores de Jesus  eram completamente unitários, acreditavam que Allah era Único sem parceiros, e que Jesus Jesus (Ãlaihi Salám) era um mensageiro de Allah, ser humano sem natureza divina. A partir daí muitos conflitos surgiram, muitos debates entre aqueles que afirmavam a Unicidade de Allah e os que afirmavam a trindade, muito sangue foi derramado, e muitos dos que afirmavam o Tawhid foram assassinados. Um grande grupo dos unitaristas estavam instalados no norte da África, e continuaram firmes no Tawhid até que quando o Islam chegou até eles, abraçaram imediatamente, pois era a mesma doutrina que Jesus (‘aleihi salam) havia ensinado. Eles também têm outros festivais, alguns dos quais são antigos e outros foram inventados recentemente. Alguns deles foram retirados os gregos e romanos que vieram antes deles, e outros fizeram parte da sua religião, mas agora desapareceu. Algumas destas festas são de grande importância para eles, e outros são de importância limitada, estando confinada a algumas igrejas ou denominações.
Cada igreja tem denominação e festivais que são exclusivos para eles, e não são celebradas por outras denominações. Os protestantes não acreditam nas festas das outras igrejas, mas eles concordam sobre os festivais importantes, como Páscoa, Natal, Ano Novo e Epifania, embora difiram quanto aos rituais e práticas envolvidas, ou algumas das razões e detalhes, ou o tempo e lugar. Inclusive a questão da cruz foi imitada dos rituais dos adoradores do deus sol, pois o emblema deles era a chamada “cruz de luz” e o mesmo foi adotado no cristianismo. E também o domingo como dia sagrado, uma vez que os pagãos consideravam o domingo como “o dia do sol”.

Mas afinal de contas quem é o ícone deturpador? Essa historia começa com um homem chamado Paulo de Tarso, um judeu que era um verdadeiro inimigo de Jesus  e dos seus seguidores. Não perdia nenhuma oportunidade de persegui-los. Ocorre que um tempo após a ascensão de Jesus, Paulo converteu-se, com a alegação de que Jesus  havia aparecido diante dele, e procurou se unir aos apóstolos. Num primeiro momento os apóstolos suspeitaram e o consideravam um espião, mas logo acabaram aceitando ele em seu meio. Ocorre que ele jamais quis recorrer aos ensinamentos dados por Jesus  a seus apóstolos, e passou a alegar que Jesus  havia lhe feito novas revelações. Quando os apóstolos desejaram expandir os ensinamentos de Jesus, resolveram ir à Grécia divulgar o tawhid já que este povo era conhecido por sua ampla idolatria e adoração a deuses que tomavam forma humana e apareciam diante deles, esses deuses casavam-se, tinham filhos, eram humanos e ao mesmo tempo espirituais, brigavam entre si, etc. Ocorre que Paulo foi junto e era um dos únicos que falava a língua grega. A princípio para uma sociedade tão idólatra era certamente difícil estabelecer o Tawhid, e aqui começou o trabalho de Paulo na alteração da mensagem e doutrina ensinada por Jesus, para se adaptar às crenças pagãs e dessa forma conseguir vários seguidores. A primeira coisa que fez foi afirmar que Jesus (Ãlaihi Salám) era filho de Deus  apartir da doutrina dos filósos como Plotino.
Este filósofo grego teve a si atribuida a famosa teoria TRINDADE PLOTINIANA, que  mais tarde foi incorporada no cristianismo ou a teoria do cristianismo actual.  A teoria consitia no seguite: Plotino dividia o universo em três hipóstases: O Uno, o Nous e a Alma. Uno refere-se a Deus que Emana coisas mas não se dar em conta. O Nous de acordo com este filósofo, descreveu como sendo umas das emanações de Deus, que vai fazer as coisas serem percebidas pelas pessoas (almas), e que todas almas devem passar por ele. E a alma que ele descreveu como Espírito e o corpo. Estas Alma não podem chegar ao Uno sem pasar do Nous.
Portanto podemos ver claramente onde é que o Cristianismo foi buscar  e o famoso EM NOME DO PAI, DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO. Da grécia, da filosofia e de Plotino. É por isso que os cristãos dizem que não é possível chegar a Deus sem passar de Jesus, encorporaram a crença errada do filósofo acima num versículo da bíblia em que afirma que Jesus disse : Quem não vem a mim, não vem ao pai. E eles sempre usam este e outro tipo de versículo que estabelece uma relação entre PAI (Deus e FILHO (Jesus). Por isso eles muitas das igrejas tem como seu slogans JESUS É O CAMINHO, JESUS é a SALVAÇÃO. Isto tudo não é a toa tem sua orígem, e els sabem bem disso.
Então Paulo levou isso para o cristianismo e pouco a pouco estabeleceu a doutrina conhecida como Trindade. Onde o Pai seria Deus, o filho Jesus (‘aleihi salam) e o espírito santo (o anjo Gabriel) como três divindades dentro de uma única divindade (buscou isso da doutrina de Plotino Filófofo grego a famosa Trindade Plotiniana. Dessa forma adaptou os ensinamentos de Jesus (‘aleihi salam) à filosofia grega.

“São blasfemos aqueles que dizem: Allah é o Messias, filho de Maria, ainda quando o mesmo Messias disse: Ó israelitas, adorai a Allah, Que é meu Senhor e vosso. A quem atribuir parceiros a Allah, ser-lhe-á vedada a entrada no Paraíso e sua morada será o fogo infernal! Os iníquos jamais terão socorredores. São blasfemos aqueles que dizem: Allah é um da Trindade!, portanto não existe divindade alguma além do Allah Único. Se não desistirem de tudo quanto afirmam, um doloroso castigo açoitará os incrédulos entre eles. Por que não se voltam para Allah e imploram o Seu perdão, uma vez que Ele é Indulgente, Misericordiosíssimo?” 5:72-73

“Os judeus dizem: Ezra é filho de Allah; os cristãos dizem: O Messias é filho de Allah. Tais são as palavras de suas bocas; repetem, com isso, as de seus antepassados incrédulos. Que Allah os combata! Como se desviam! Tomaram por senhores seus rabinos e seus monges em vez de Allah, assim como fizeram com o Messias, filho de Maria, quando não lhes foi ordenado adorar senão a um só Allah. Não há mais divindade além d’Ele! Glorificado seja pelos parceiros que Lhe atribuem!” (9:30-31)

Conseqüentemente os seguidores de Paulo passaram a aumentar, até construírem sua própria igreja, que mais tarde veio a ser conhecida como “igreja católica romana” e conseguirem o apoio do Imperador de Roma Contantino, que era pagão e mesmo não adotando a crença de Paulo os apoiou como forma de satisfazer seus próprios interesses.

ALGUMAS PASSAGENS INTERESSANTES DE PAULO DE TARSO
Paulo ainda chegou a confessar ter mentido em sua pregação: “Mas, se pela minha mentira abundou mais a verdade de Deus para glória sua, por que sou eu ainda julgado também como pecador?” (Romanos 3:7).

Paulo fez tudo que estava ao seu alcance para atrair quanto seguidores fosse possível, inclusive se para isso tivesse que ir contra os verdadeiros ensinamentos de Issa ou prejudicá-los, pois, devemos salientar que nunca o Messias consentiu que a vaidade se sobrepusesse a verdade. Em Coríntios 9:19-23, Paulo confessa:
“Porque, sendo livre para com todos, fiz-me servo de todos para ganhar ainda mais. E fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei. Para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei. Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns. E eu faço isto por causa do evangelho, para ser também participante dele”.

Os cristãos e judeus porque eles andam a seguir cegamente seus RABINOS, MONGES E PAPAS, CARDEAIS, PADRES, BISPOS E CATEQUISTAS mesmo lendo esses versículos irão preferir adorar e seguir o caminho dessas pessoas em deterimento da adoração do único Deus adorado pelo próprio Jesus e do caminho por ele seguido, Isslam. E isto é o que Allah diz .” Tais são as palavras de suas bocas; repetem, com isso, as de seus antepassados incrédulos. Que Allah os combata! Como se desviam! Tomaram por senhores seus rabinos e seus monges em vez de Allah, assim como fizeram com o Messias, filho de Maria, quando não lhes foi ordenado adorar senão a um só Allah. Não há mais divindade além d’Ele! Glorificado seja pelos parceiros que Lhe atribuem!” (9:30-31)

Portanto através disso vemos que em verdade A PÁSCOA em nada tem a ver com Jesus ou até mesmo com o cristianismo e o que estão a fazer hoje não é nada mais nada menos do que imitar a conduta daqueles que descreram anteriormente. “ Tais são as palavras de suas bocas; repetem, com isso, as de seus antepassados incrédulos. Que Allah os combata! Como se desviam! Tomaram por senhores seus rabinos e seus monges em vez de Allah, assim como fizeram com o Messias, filho de Maria, quando não lhes foi ordenado adorar senão a um só Allah. Não há mais divindade além d’Ele! Glorificado seja pelos parceiros que Lhe atribuem!” (9:30-31) 

Allah diz:
 “E por dizerem: Matamos o Messias, Jesus, filho de Maria, o Mensageiro de Allah. Ora, eles nem o mataram nem o crucificaram mais isto lhes foi simulado. E, por certo, discrepam a seu respeito estão em duvida acerca disso. Ele não tem ciencia alguma disso, senão conjeturas que seguem. E não o mataram seguramente”. [Surah An-Nissa’ 4: 157].

Este versículo refuta toda alegação, filosofia e ritual concebida pelo cristianismo de que Jesus foi morto e crucificado, depois ressussitou aquilo que muitos de nós tem ouvido de muitos cristãos e quase todas igrejas de que: CRISTO MORREU PARA NOS SALVAR, SANGUE DE CRISTO, CORDEIRO DE DEUS, MORREU NA CRUZ PARA LIVRAR A HUMANIDADE DE TODOS OS PECADOS, MORREU POR NÓS, ETC...

Os Cristão tem muitas crenças desde as quais jesus é filho de Deus ou próprio Deus (Senhor) há mais  coisasque InxaAllah iremos desenvolver num futuro breve. Livro para mais detalhes sobre o verdadeiro estatuto de Jesus no Isslam Click: http://abdurrahman.org/comprel/thestausofjesusmadhkali.pdf



E ALLAH SABE MELHOR
Compilado por Juma Ismael  (Abu Umeir)
Registado

Abu Umeir
Páginas: [1]
Imprimir
Ir para: