Páginas: [1]
Imprimir
Autor Tópico: Direitos Fundamentais, por Amade Camal  (Lida 2308 vezes)
linguadeperguntador
Global Moderator
Membro Completo
*****
Mensagens: 124


Ver Perfil
« em: Março 17, 2013, 11:37:21 »

Estimados Compatriotas,

 
Quando os governos limitam as liberdades fundamentais dos cidadaos, sao um sinal de descontrolo e desespero, como foi o regime colonial portugues, as ditaduras do Iraque, Tunisia, Egipto, Yemen, so para citar os ultimos de 2012.
Todos os regimes ditatoriais tiveram as segundas republicas ou segundas revolucoes desde a Europa, USA, America do sul, Euro-Asia, Africa, e Medio Oriente.
Em Portugal houve a segunda republica (estado novo) e a primeira revolucao (25 de Abril). Na maioria dos paises Africanos houveram as segundas revolucoes pos-independencia ( Argelia, tunisia, Sudao, Gana, Uganda, Quenia,  Nigeria, Senegal, Ex-Zaire, Costa-do Marfim, Mali, etc) .
Muitas destas mudancas radicais foram aproveitadas por ex-colonizadores ou nacoes dominantes para potenciar as suas influencias.
Contudo todas elas (segundas republicas ou  revolucoes) tiveram origens indogenas, baseadas em descontentamento causadas pelo abuso de poder de governos fragilizados, que necessitam de "forca" para intimidar ou se "comunicarem" com os cidadaos.
 
 
Aos Camaradas e dirigentes do Partido Frelimo,
 
O poder e uma percepcao que uns teem sobre alguem. Quando esses pensarem que aquele ja nao e poderoso, nao importa quanto armado e pesado for a sua forca repressiva, o poder esvazia-se.
O nosso Governo da FRELIMO ao limitar, perseguir, e punir cidadaos por requererem ou ate exigirem direitos fundamentais e uma antitese da revolucao que a Frelimo e Mondlane,Machel, Chissano, e Armando Guebuza protagonizaram.
A manipulacao dos orgaos do poder particularmente a justica, da liberdade de expressao, a proibicao de manifestacao com repressao e perseguicao, o abocanhamento do patrimonio do Estado, a utilizacao das forcas de defesa e seguranca para intimidar, reprimir e encarecerar cidadaos no lugar de os proteger, a utilizacao de "mafias" para destabilizar a paz social e economica, faz recordar regimes desaparecidos pela revolta popular.
Para aqueles que pensam que os que exigem sao "reacionarios" devo-lhes recordar que estes direitos fundamentais estao na Carta Universal dos Direitos Humanos, esta na Constituicao da Republica de Mocambique, e finalmente esta nos principios ideologicos e filosoficos da FRELIMO, bem como nos seus estatutos.
Se alguem esta errado nao somos nos. Este governo da FRELIMO que ajudei a eleger tornou-se canibal, comendo os seus proprios filhos. Mas esta educacao foi-nos dada pelos lideres da FRELIMO sera que estava errada ?
Onde estao os nossos libertadores ? Os nossos independentistas ? Os revolucionarios ?  Sera que foi um sonho ?
Todas a vitimas da "mafia", da (in) justica, da maquina repressiva, da limitacao dos direitos fundamentais, da falta de etica e pudor no trato da coisa publica, do empobrecimento, etc etc, comecam a ser demasiadas para ignorarmos. Nos Mocambicanos temos que dizer basta !
O barulho do silencio e audivel.
 
a luta continua,
Amade Camal
Registado
Páginas: [1]
Imprimir
Ir para: